Search

Atores de Hollywood que sofrem com doenças crônicas

Nem tudo são flores em Hollywood, alguns atores e atrizes sofrem com diversos inconvenientes, inclusive com doenças, e muitos desses casos de condições crônicas, aquelas doenças que vão persistir por grandes períodos, muitas vezes pelo resto da vida.

Ainda assim, hoje resolvemos listar alguns desses atores que mesmo com a sua condição não abandonaram a carreira. Confira alguns exemplos:

 

Morgan Freeman

morgan-freeman

Um dos grandes nomes de Hollywood, Morgan Freeman sofre com Fibromialgia, uma condição que obriga o paciente a conviver com dor e sensibilidade musculares por todo o corpo. O ator é um dos grandes defensores do uso de cannabis para fins medicinais, já que esse é o único modo que ele consegue aliviar as suas constantes dores.

 

Halle Berry

halle-berry

A bela atriz Halle Berry descobriu que tinha Diabetes da pior maneira, com um desmaiou durante uma participação em um programa de televisão e acabou entrando em coma diabético por uma semana. Antes do incidente a atriz não fazia ideia que tinha a doença.

 

Selena Gomez

selena-gomez

A atriz e cantora Selena Gomez sofre com Lúpus, uma doença inflamatória que ocorre quando o sistema imunológico ataca seus próprios tecidos, o que pode afetar as articulações, a pele, os rins, as células sanguíneas, o cérebro, o coração e os pulmões, e que infelizmente não tem cura.

 

Pamela Anderson

Pamela Anderson em Borat

Já a Sex Symbol dos anos 90, Pamela Anderson tem de conviver com a Hepatite C, uma infecção causada por um vírus que ataca o fígado e causa inflamação. A atriz afirmou que contraiu a doença de uma agulha de tatuagem também usada pelo seu então marido, Tommy Lee, que não sabia que possuía a doença.

 

Cher

cher

A vencedora do Oscar de Melhor Atriz pelo filme ‘Feitiço da Lua‘, a atriz e cantora Cher sofre com o Vírus Epstein-Barr (VEB), que causa comprometimento do seu fígado e do baço, além de ter febres constantes, com possíveis danos cerebrais no futuro. A condição foi contraída por conta de uma mononucleose.



Criado em meio a filme violentos da sessão da tarde dos anos 90, meu gosto para filme não poderia fugir muito disto. Nunca dispenso um bom filme de ação, daqueles repletos de explosões, carros fazendo grandes saltos, ou alguma cena de luta com diversos tipos de torções, além de socos e chutes capaz de fazer o adversário desmaiar com apenas um golpe.