Search

Crítica – Horizonte Profundo: Desastre no Golfo

Admito que estava ansiosa por esse filme, ele é exatamente o tipo de roteiro que mexe comigo. Uma história real, com uma quantidade generosa de emoção e superação, que vai muito além de bilheterias gigantes, de certa forma é uma homenagem aos que se encontravam naquele desastre.

O longa conta a história do maior acidente petrolífero dos Estados Unidos, que aconteceu em 2010, uma explosão na plataforma Deepwater Horizon da petrolífera inglesa British Petroleum (BP), que matou 11 trabalhadores, e provocou o vazamento de cerca de 5 milhões de barris de petróleo no mar.

Apesar da minha expectativa, que só ficou maior quando assisti o trailer do filme, eu não sai da sala frustrada, o filme acontece muito bem. As cenas após a explosão ocorrem um pouco mais rápidas do que eu esperava, o filme foca no antes, apontar culpados e explicar as negligências que levaram aquela tragédia, o que fica muito interessante.

O romance entre o Mike (Mark Wahlberg) e a Felicita (Kate Hudson) é algo bem secundário, exatamente como deve ser. Ele está no filme para mostrar que aquela tragédia atingiu não só os trabalhadores que ali estavam, ou o meio ambiente que sofre as consequências até hoje, mas famílias que se amavam.

As interpretações estão muito boas, com um elenco bem Hollywoodiano o longa conta com os atores Mark Wahlberg (Mike), Kate Hudson (Feliciti), Dylan O’Brien (Caleb), Kurt Russell (Jimmy) entre outros. Apesar da história girar entorno do Mike, é impossível não se envolver com os outros personagens, muito disso graças as interpretações envolventes, todos comoveram, mas sem nenhum grande destaque.

Após o filme acontece uma singela homenagem às vítimas fatais do desastre, citando cada nome e passando fotos pessoais. Impossível não se emocionar. A ida ao cinema é obrigatória, um filme bem feito que conta uma história que precisa ser contada, para ficar de lição para a humanidade.

loading...


Cinéfila com fobia a filme de terror. Teve como primeiro amor Harry Potter, mas hoje o seu futuro marido é ninguém menos que Tony Stark. Adora rever filmes, prefere super produções e ainda não assistiu O Poderoso Chefão!