Search

Crítica – Punhos de Sangue

A saga ‘Rocky’ virou um clássico do cinema mundial, rendendo milhões em lucros e um salto astronômico lançando a carreira de Sylvester Stallone, o que nem todo mundo sabe é que a saga foi inspirada em um lutador real chamado Chuck Wepner, e é exatamente essa história que ‘Punhos de Sangue’ vem contar.

O assunto central da cinebiografia de Wepner, é a grande luta que mudou sua vida, depois de se manter em pé durante 15º rounds com o então melhor lutador do mundo o grande Muhammad Ali, a vida dele nunca mais foi a mesma, e no longa é possível acompanhar toda a forma destrutiva que Wepner lidou com o sucesso. Essa grandiosa história já o suficiente para fazer qualquer pessoa correr para o cinema, apesar de alguns pequenos pontos negativos. Conheça sua história explicada pelo Cinema a Dois.
Punhos de Sangue’ se passa durante um único período da vida do lutador (existe uma única passagem de tempo de apenas 3 anos), então apesar de ser uma história bacana, é um pouco parada em alguns momentos eu tive minhas dúvidas se ela realmente precisava ser contada daquela forma, afinal o resultado foi muito parecido com as centenas de cinebiografias já produzidas de personalidades que lidaram com o sucesso da mesma forma.

Apesar da falta de originalidade do roteiro, é possível ver interpretações bem interessantes, Liev Schreiber (Chuck Wepner) fez um ótimo trabalho, mesmo acreditando que não tenha sido a melhor atuação da sua vida foi interessante o ver dando vida ao lutador, ficou muito claro que ele se dedicou aquele papel. Elisabeth Moss, Michael Rapaport e Jim Gaffigan, fizeram um bom trabalho, nada grandioso mas acredito que seus papéis no longa não permitiam isso. E é claro não podemos deixar de falar como Morgan Spector ficou parecido com Sylvester Stallone jovem, o resultado ficou grandioso.

Na minha opinião existem formas mais interessantes de se fazer uma cinebiografia, mas no final das contas o filme terminou sendo uma experiência incrível e deve ser assistido por todos, então acho que vale a pena dar um pulo nos cinemas e conferir a história do verdadeiro Rocky Balboa.



Cinéfila com fobia a filme de terror. Teve como primeiro amor Harry Potter, mas hoje o seu futuro marido é ninguém menos que Tony Stark. Adora rever filmes, prefere super produções e ainda não assistiu O Poderoso Chefão!