Search

Filmes clássicos que receberam críticas ruins – Parte 2

Você já ouvir aquele ditado “Nem Jesus Cristo agradou a todos. Não vou ser eu que vou agradar”? Pois bem, alguns clássicos do cinema foram recebidos de forma majestosas pelo público e críticos especializados e fizeram história no mundo cinematográfico, mas apesar da boa aceitação, alguns veículos e críticos não curtiram muito os longas e os detonaram em seus comentário. Confira abaixo a segunda parte da lista dos filmes clássicos que receberam críticas ruins:

 

Psicose

O longa ‘Psicose’ chegou aos cinemas em 1960 dirigido por Alfred Hitchcock, e atualmente é um clássico do gênero terror. Na época de sua estreia, o filme que é baseado no romance de mesmo nome do autor Robert Bloch, recebeu duras críticas de veículos como New York Times, que publicou que o resultado era uma decepção.

 

Um Sonho de Liberdade

Baseado na novela ‘Rita Hayworth and Shawshank Redemption’, do autor Stephen King, o drama de 1994 foi filme dirigido por Frank Darabont e estrelado por Tim Robbins e Morgan Freeman. Na época da sua estreia o longa fez um grande sucesso com os críticos, sendo indicado a 7 Oscars, mas parece que veículos como Los Angeles Times e Washington Post não compartilhavam da mesma opinião. O ultimo declarou que o filme se desenvolvia sem rumo e tinha uma conclusão previsível.

 

O Mágico de Oz

O clássico ‘O Mágico de Oz’ chegou aos cinemas em 1939, sendo a primeira adaptação do livro infantil homônimo de L. Frank Baum e teve uma ótima aceitação, levando 6 indicações ao Oscar e vencendo 2. Mas como nada é capaz de agradar a todos, o veículo The New Yorker publicou que o filme não tinha imaginação, bom gosto ou ingenuidade.

 

Noivo Neurótico, Noiva Nervosa

A comedia romântica ‘Noivo Neurótico, Noiva Nervosa’ é considerada um dos melhores filmes dirigidos por Woody Allen, e foi ganhador de 4 Oscars incluindo Melhor filme e Melhor direção, além disso foi eleito pela Writers Guild of America (WGA), organização de roteiristas de rádio, cinema e televisão dos Estados Unidos, o roteiro mais divertido da história. Apesar de toda essa aceitação alguns veículos não aprovaram, o New York chegou a declarar que o longa representava o fundo do poço na carreira do diretor.

 

Acossado

O clássico francês de 1961, dirigido por Jean-Luc Godard, com roteiro baseado na história de François Truffaut, foi bem aceito pela crítica e recebeu alguns prêmios importantes para a indústria cinematográfica, mas nem todos concordaram com a forma positiva sobre o longa, Jacques Lourcelles declarou que antes da Nouvelle Vague, ninguém tinha ousado dizer coisas tão boas de si mesmo e coisas tão ruins dos outros.

loading...


Cinéfila com fobia a filme de terror. Teve como primeiro amor Harry Potter, mas hoje o seu futuro marido é ninguém menos que Tony Stark. Adora rever filmes, prefere super produções e ainda não assistiu O Poderoso Chefão!